Vendas de cimento no Brasil caem 2,5% em julho; setor corta projeção, diz SNIC

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

 

SÃO PAULO (Reuters) – A indústria brasileira de cimento teve queda de 2,5% nas vendas em julho, na comparação com o mesmo mês do ano passado, para 4,589 milhões de toneladas, informou nesta quinta-feira (09/08/2018) a entidade que representa o setor, SNIC .

Na comparação com junho, as vendas recuaram 7,7%, segundo os dados da entidade.

Com o resultado, a entidade cortou a expectativa de crescimento das vendas do setor em 2018, de crescimento de 1% a 2% para queda de 1% a 2%, o quarto ano seguido de retração.

“Iniciamos o ano 2018 com relativo otimismo… mas o desempenho de indicadores da atividade econômica do país até maio revelou que o ritmo da recuperação seguia em nível inferior ao esperado”, disse em comunicado o presidente da ABCP/SNIC, Paulo Camillo, citando ainda o impacto da greve dos caminhoneiros e incertezas do cenário político.

No acumulado de janeiro a julho, as vendas da indústria de cimento acumulam queda de 1,7%, para 29,969 milhões de toneladas.

Em julho, apenas, todas as regiões do país mostraram queda nas vendas de cimento na comparação anual, com destaque para recuo de 9,9% no volume comercializado no Norte e 7,1% de retração no Sul. O Sudeste teve queda de 1,6%, o Nordeste recuou 0,2% e o Centro-Oeste mostrou queda de 0,6%, segundo os dados do SNIC.

Por Alberto Alerigi Jr.

TAGS:

, ,