Sistema cicloviário de Porto Alegre é tema de mesa redonda

04/07/2012
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

Para dar início ao debate sobre a importância das ciclovias para a mobilidade urbana de Porto Alegre, a Regional Sul da ABCP promoveu na capital gaúcha uma mesa redonda que reuniu especialistas, clicloativistas e representantes da administração municipal.

Sugestões de melhorias foram apresentadas por alguns participantes, além do anúncio de ações concretas, como o início das obras de mais um trecho da ciclovia da avenida Ipiranga. “Até o final do ano (2012) a ciclovia irá contemplar toda a extensão da avenida Ipiranga (9.400 metros). Nesta etapa, serão realizados 1500 metros de ciclovia”, afirma o coordenador de projetos de mobilidade da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Régulo Ferrari.

Atualmente, existe em Porto Alegre apenas uma ciclovia pavimentada em concreto e ela está localizada na avenida Diário de Notícias, tem aproximadamente três anos e é toda em paver. “A ABCP pode prestar auxílio técnico ao poder público em projetos que utilizem soluções em concreto”, explica o engenheiro Fernando Druck, representante da ABCP no Rio Grande do Sul e promotor da mesa redonda.

Para o arquiteto e urbanista Emilio Merino, especialista em engenharia de transportes e pesquisador na área de mobilidade urbana, a interação entre as instituições envolvidas foi o ponto central da mesa redonda. “Em quase 25 anos de pesquisa, esta foi uma experiência única e muito gratificante, pois pude perceber que dentro do planejamento estratégico da ABCP, uma instituição sem fins lucrativos e desvinculada do poder público, existe um projeto voltado para este tipo de problemática urbana”, conclui Merino.

Encontro

A mesa redonda, que foi fechada ao público, faz parte do planejamento de um evento aberto à comunidade, que ocorrerá em Porto Alegre no segundo semestre de 2012. Assim como em Porto Alegre, a ABCP por meio do projeto Soluções Para Cidades, está fomentando o debate sobre a melhoria da mobilidade urbana com a construção de ciclovias em diversas capitais, tais como Brasília, Belo Horizonte, São Luiz e São Paulo.