Indústria de cimento entregará propostas ao Governo Bolsonaro

30/01/2019
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

Por meio da ABCP e do SNIC, a indústria brasileira de cimento preparou um documento que visa apoiar o governo eleito no pleito de 2018 a retomar o crescimento econômico e o desenvolvimento do país, tendo como base a recuperação e o aperfeiçoamento do setor produtivo em sintonia com as políticas públicas. A publicação “Infraestrutura, Cidades e Desenvolvimento Sustentável” divide-se, basicamente, em duas partes, que compreendem um período de 2007 a 2030.

O documento será entregue pessoalmente pela Presidência da ABCP / SNIC às autoridades públicas em seus três níveis em reuniões de trabalho, com destaque inicialmente ao nível federal, como já aconteceu no último dia 24 de janeiro em encontro em Brasília, com o Ministério das Minas e Energia, MME (leia aqui a matéria).

Parte 1 – Retrospectiva

Na primeira parte do documento, a indústria faz um consistente levantamento dos principais indicadores econômicos e ambientais no período 2007-2017, destacando a evolução do desenvolvimento urbano (habitação, saneamento e mobilidade urbana) e da infraestrutura econômica no período, bem como a contribuição da cadeia da construção civil para aspectos como: geração de emprego e renda, investimentos em obras e valor das obras realizadas. Nessa abordagem retrospectiva, inclui também a crise econômica e as perdas sofridas nos últimos anos desse período.

Parte 2 – Propostas

Na segunda parte do documento, com o subtítulo “Nossa visão de futuro”, a indústria aponta – para um horizonte que vai até 2030 – as necessidades de investimentos em desenvolvimento urbano, infraestrutura econômica, obras e instalações.

O texto inclui a “Agenda da Indústria do Cimento e do Desenvolvimento Sustentável”, capítulo que aborda temas fundamentais para o setor, como: Combustíveis (coque de petróleo e coprocessamento), Pavimento de Concreto, Cimento nos Programas Habitacionais e Tabelamento do frete.

Ainda nesta segunda parte, busca-se contribuir com propostas de políticas para desenvolvimento urbano e infraestrutura, marcadamente nas áreas de: Habitação, Saneamento, Mobilidade Urbana, Infraestrutura Econômica, Fontes de Financiamento, Segurança Jurídica e Garantias e Tributação.

Com base em informações relevantes para uma análise profunda, “Infraestrutura, Cidades e Desenvolvimento Sustentável” traz sugestões para estimular a economia e ampliar a geração de emprego e renda, além, claro, propiciar a recuperação do setor.

O presidente da ABCP e do SNIC, Paulo Camillo Penna, define assim o documento:

“O presente documento tem essa finalidade: mostrar a indústria brasileira do cimento e suas contribuições ambientais e de qualidade juntamente com suas necessidades, sejam elas relativas à energia para produção do insumo, sejam elas referentes às questões de investimentos e disponibilidade de crédito nos setores de edificações, em especial habitacional, e de infraestrutura, necessidades essas que, uma vez analisadas e atendidas, incentivam e permitem a materialização das obras necessárias e estruturantes para o desenvolvimento do Brasil.”