Florianópolis retoma PDC

12/07/2012
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

Com o objetivo de resgatar a Comunidade da Construção e reativar o Programa de Desenvolvimento de Construtoras (PDC) no polo de Florianópolis, os trabalhos para a mobilização das construtoras da cidade e da região já começaram. A primeira ação aconteceu no último dia 21 de junho de 2012, com o Workshop “Soluções para Habitações: Sistemas Construtivos à Base de Cimento”, que teve o objetivo de envolver a cadeia produtiva local. O encontro contou com a presença de aproximadamente 100 profissionais.

De acordo com o vice-presidente de Tecnologia, Qualidade e Habitação do Sinduscon-SC, Marco Alberton, a retomada da Comunidade da Construção em Florianópolis representa melhorias para a indústria da construção civil local. “Com o funcionamento deste projeto ganhamos um espaço para difundir tecnologias, qualificar a mão de obra e trazer conhecimento e aprendizado ao setor, possibilitando assim melhor desenvolvimento das construtoras de Santa Catarina”, conclui.

Para o professor do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Alexandre Lima de Oliveira, a troca de informações e experiências entre construtoras, fornecedores e estudantes de engenharia civil representa uma grande chance de melhoria na hora de atender o consumidor final. “Anteriormente, estes debates não eram prioridade para as empresas do setor, mas são estas oportunidades que fazem com que haja uma melhora da construção civil”, apontou.

Com o apoio do Sinduscon Florianópolis, da Associação Catarinense de Engenheiros (ACE-SC) e do Crea-SC, além da colaboração para a divulgação da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil, da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) e da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o workshop foi a primeira ação para a retomada do PDC em Florianópolis. A partir de setembro está previsto o início do programa com o 1º Módulo, sobre Revestimento. Esse tema foi escolhido devido ao grande número de patologias em obras já concluídas na região, além do despreparo da mão de obra.