Estrada real e ecológica – Pavimento intertravado viabiliza manutenção de via histórica na Serra do Cipó

22/12/2009
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

Uma bem-sucedida parceria entre o Instituto Estrada Real, o Sindicato das Indústrias de Produtos de Cimento do Estado de Minas Gerais (Siprocimg) e a Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) resultou na pavimentação de aproximadamente 2,5 quilômetros da Estrada Real, no trecho da Serra do Cipó, que recebeu 18 mil m² de piso intertravado, equivalente a 684 toneladas de cimento. A obra durou cerca de quatro meses. Por questões ligadas ao meio ambiente, a nova via somente obteve liberação dos órgãos públicos para ser pavimentada devido às características do piso. “O Ibama impôs o intertravado, por ser mais ecológico”, explica Mauro Matos, consultor técnico e gerente financeiro do projeto (DER-MG).

“Tudo é facilitado por este piso, que foi a melhor escolha feita para a Serra do Cipó”, conta o presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Estrada Real, Eberhard Hans Aichinger. A arquiteta e paisagista Heloísa Gama de Oliveira, autora do projeto, concorda. “O intertravado é melhor do que o asfalto porque contribui para diminuir a velocidade dos veículos e é antiderrapante”.

Intertravado
O pavimento intertravado é composto de peças modulares de concreto com diversos formatos, espessuras, cores e texturas. Dispostas em conjunto, as peças criam grandes áreas de superfície pavimentada de belo efeito estético e de grande valor paisagístico. O pavimento também possui vida útil longa, baixa manutenção e não requer mão-de-obra especializada para aplicação – condições que têm tornado seu uso cada vez mais comum no Brasil, principalmente em obras viárias, passeios, calçadas, praças, ciclovias, estacionamentos, áreas externas de shopping centers, pisos industriais, pátios de aeroportos e terminais de carga, entre outras aplicações.

Os blocos intertravados de concreto oferecem ainda outros atributos ao projeto do pavimento, como melhoria na visibilidade, inclusive noturna, conforto térmico, permeabilidade, liberação imediata ao uso, resistência ao tráfego pesado, versatilidade quanto às aplicações e semelhança com outros materiais, como pedras.

Mais informações
Vfazitto Comunicação e Consultoria
(31) 3214-0555
Danielle Machado
danielle@vfazitto.com.br