Arcindo Vaquero y Mayor mostra o Prêmio Argos Menna Barreto - Destaque do Ano em Engenharia de Construções, concedido a ele pelo Ibracon em 2013

Engenharia de luto

13/09/2018
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

Competente nas obrigações técnicas, generoso no compartilhamento de seu grande conhecimento. Este era o engenheiro Arcindo Vaquero y Mayor, cubano de nascimento, brasileiro por adoção, que faleceu nesta quarta-feira (12/09/2018). Considerado um amigo, mais que um parceiro, Arcindo teve uma grande contribuição para o desenvolvimento e a difusão do concreto dosado em central no Brasil.

Graduado em Engenharia Civil pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1972-1976), Arcindo participou de cursos de aperfeiçoamento nos Estados Unidos e na Suíça e dirigiu toda sua carreira para a área do concreto, tornando-se especialista em tecnologia de concreto na indústria de mistura pronta e produtores de aditivos.

Neste percurso profissional de mais de quatro décadas, foi gerente geral técnico operacional
 da Holcim Brasil, Divisão Concretex, por mais de 26 anos, entre 1977 e 2003, trabalhou por vários anos como consultor na área de tecnologia do concreto dosado em central e meio ambiente e ocupou a Presidência da ABESC (Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Concretagem) entre 2011 e 2012. Foi ainda vice-presidente técnico na FIHP (Federación Iberoamericana del Hormigón Premezclado), além de desenvolver trabalhos para a Concrexur (Uruguai), Holcim Brasil e Argentina, Construtora Cyrela, entre outras empresas.

Participação reconhecida

De temperamento afável e colaborativo, atuou sempre no sentido de buscar, por onde passou, o desenvolvimento de novas parcerias, sejam institucionais ou operacionais. Assim, foi representante em comitês técnicos e normativos, tendo coordenado as normas ABNT NBR 7212 e NBR 8953, que estabelecem diretrizes para o concreto dosado em central e concreto para fins estruturais, respectivamente.

Arcindo orgulhava-se de dizer, com merecida razão, que foi responsável por mais de 15 milhões de m³ de concreto aplicados em 35 anos de atuação – marca registrada até 2013, quando recebeu das mãos do engenheiro Luiz Prado o Prêmio Argos Menna Barreto como Destaque do Ano em Engenharia de Construções, durante o 55º Congresso Brasileiro do Concreto, realizado pelo Ibracon (Instituto Brasileiro do Concreto) em Gramado/RS.

Prova de sua paixão pelo trabalho, e especialmente pela tecnologia do concreto, ele deu em 23 de novembro de 2002, um sábado, ao escrever um e-mail ao professor doutor Paulo Helene, uma das maiores autoridades do país em concreto, para elogiar o palestrante ilustre.

Disse Arcindo:

“Dr. Paulo Helene,

“Meus parabéns pela  excelente palestra realizada no 4º Seminário de Tecnologia de Estruturas! Particularmente fiquei muito contente em ver na abertura uma obra de CAD de 1968 com concreto da Concretex (eu ainda não estava aqui, mas o meu tio sim). As suas informações são muito valiosas e me atrevo a sugerir que as coloque em um site (…). Receba um abraço do seu discípulo.

Engº Arcindo A. Vaquero y Mayor, Holcim (Brasil) S.A.”

 

Nos últimos anos, como consultor, articulista e palestrante, Arcindo envolveu-se diretamente com o desenvolvimento e a divulgação técnica do sistema construtivo parede de concreto, coordenando a área de sustentabilidade do Grupo Parede de Concreto, liderado pela ABCP, ABESC e IBTS (Instituto Brasileiro de Telas Soldadas). Nas palestras que ministrava ao lado dos engenheiros Rubens Monge (ABCP), João Batista Rodrigues da Silva (IBTS) e Arnoldo Wendler (Wendler Projetos), ele falava sobre a “Tecnologia do Concreto para Utilização na Parede” e “Sistema construtivo parede de concreto: tecnologia, materiais e execução”.

Desde 2015, também reunia, em seu canal no Youtube, diversos vídeos sobre aplicações do concreto, coletados de empresas de várias partes do mundo, a fim de compartilhar outras iniciativas sobre o tema.