Deconcic anuncia 13º Construbusiness

10/09/2019
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

Mercado imobiliário de São Paulo vive retomada e estoques atuais devem durar mais oito meses, diz Secovi

Realizou-se na última segunda-feira (09/09/2019), na sede da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), a reunião plenária do Deconcic (Departamento da Indústria da Construção e Mineração), coordenada pelo seu diretor titular, Carlos Eduardo Pedrosa Auricchio. O evento teve, à mesa, a presença do deputado Itamar Borges, presidente da Frente Parlamentar da Construção Civil da Assembleia Legislativa de São Paulo, de Mário William Esper, presidente em exercício da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), de Sergio Cançado, diretor adjunto do Deconcic, do economista Celso Petrucci, do Secovi e vice-presidente da CBIC, e de Hugo Rodrigues, diretor de Comunicação da ABCP, na oportunidade representando o presidente da ABCP, Paulo Camillo Penna.

Cerca de 80 lideranças da cadeia produtiva da construção assistiram à palestra “Perspectivas do Mercado Imobiliário”, proferida por Celso Petrucci, que destacou a retomada de modo mais intenso desse mercado, ressaltando que o estoque de imóveis da cidade de São Paulo atende a apenas oito meses de demanda, o que vem estimulando muitos novos lançamentos, transformando a cidade em um canteiro de obras de edificações residenciais. Andréa Bandeira, colaboradora direta do economista Fernando Garcia, da empresa Ex Ante, consultora do Deconcic, apresentou os indicadores  econômicos do 1º semestre de 2019.

13º Construbusiness

Ao final das apresentações, foi anunciado que o 13º Construbusiness do Deconcic / Fiesp ocorrerá no dia 25 de novembro de 2019 na Fiesp, tendo como macro tema a retomada das obras paralisadas, com maior ênfase em infraestrutura. O congresso será realizado das 10 às 13 horas, com a dinâmica desenvolvida em três painéis: o primeiro, Institucional; o segundo, sobre Infraestrutura e Meio Ambiente, com destaque para a infraestrutura social, que envolve mobilidade, saúde e segurança nas cidades; e o terceiro e último, sobre Modelagem das ações que retomaram obras paralisadas. Este último tratará de três aspectos importantes: Recursos (em especial novos fundings, além de Caixa e BNDES), Gestão e Segurança Jurídica (legislação e marcos regulatórios). Ministros, autoridades e lideranças empresariais e institucionais vão compor cada um desses painéis.