Convênio leva BNDES a elaborar projeto de tratamento térmico de resíduos

21/03/2017
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

No 12º Congresso Brasileiro da Construção, mais conhecido como Construbusiness 2016, realizado em dezembro passado, foi firmado convênio entre Fiesp (Federação das Indústrias do estado de São Paulo), Ministério das Cidades e Ministério do Trabalho para desenvolvimento de ações de sustentabilidade.

O principal projeto é o de energia fotovoltaica em parceria com Furnas, que mostrou interesse também no desenvolvimento da utilização de resíduos sólidos urbanos como fonte de geração de energia elétrica. O assunto foi estendido para energia em geral (térmica e elétrica).

O Ministério das Cidades convocou o BNDES para elaborar projeto de tratamento térmico de resíduos, que preparou documento apontando os gargalos para destinação dos resíduos.

O documento foi discutido em reunião com o setor no ultimo dia 3 de março, e as sugestões foram apresentadas e discutidas pela ABCP na reunião Fiesp/Furnas/Ministério das Cidades/BNDES/FGTS no último dia 15 de março, em Brasília, quando a ABCP aproveitou para apresentar em detalhes a tecnologia do coprocessamento e suas vantagens.