À mesa, Hugo Rodrigues (ABCP), Claudia Takahashi (IBPVC - Instituto Brasileiro do PVC), Denise Veiga (ABAL – Associação Brasileira do Alumínio), Clélia Bassetto (ABRAVIDRO – Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos) e professora Maria Augusta Pizzani (Mackenzie)

Cimento e concreto na sala de aula

24/11/2017
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

FAU-Mack conclui quarta edição de curso sobre sistemas construtivos.

A Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie (FAU-Mack), de São Paulo, encerrou na quinta-feira (23/11/2017), a quarta edição do curso de extensão Arquitetura & Construção: Materiais, Produtos e Aplicações – Introdução aos Sistemas Construtivos. Constituído de 110 horas-aula, o curso estendeu-se de agosto a outubro de 2017.

Em parceria com a FAU-Mack, cinco entidades setoriais conduzem esse curso, cada uma apresentando os sistemas construtivos à base de seu produto (alumínio, aço, cimento, plástico e vidro) em 15 horas de carga horária, distribuídas ao longo de uma semana no período noturno.

As duas primeiras realizações do curso ocorreram no Centro Universitário Belas Artes, em São Paulo, em 2010 e 2013, para depois alcançarem a FAU-Mack. Desta quarta edição tomaram parte 55 estudantes de Arquitetura e Urbanismo do 3º ao 7º semestres, previamente selecionados, segundo critérios rigorosos da escola.

A profa. dra. arquiteta Maria Augusta Justi Pisani, da Pós-Graduação da FAU-Mack, foi a coordenadora pela escola desta edição. O módulo de 15 horas sobre cimento e concreto, de responsabilidade da ABCP, teve em seu programa os seguintes temas: ABCP: o que é e o que faz; Cimento Portland, da jazida à obra; Concreto. Tipos, produção e aplicações; Parede de concreto; Alvenaria estrutural e de vedação e pavimento intertravado com blocos de concreto; Revestimentos de fachada com argamassas, e, Pré-fabricados de concreto.

Projeto Universidades

Iniciado há dez anos, o Projeto Universidades, da ABCP, visa atualizar estudantes e professores em relação às tecnologias que utilizam o cimento Portland. “Oferta de material didático aos professores para que eles se aperfeiçoem ainda mais e transmitam as tecnologias e sistemas construtivos à base de cimento aos seus alunos. Este é o objetivo principal do projeto Universidades, da ABCP”, explica Hugo Rodrigues, gerente de Comunicação da Associação.

A transferência – explica Hugo Rodrigues – se dá pela ocupação de parte da carga horária de uma disciplina obrigatória e correlata ao tema, garantindo que todos os alunos recebam a informação. “Um convênio de cooperação técnica e científica entre a Associação e a escola sela o compromisso e disponibiliza todo o material didático produzido, além de ter seu corpo docente preparado para transmitir a tecnologia definida. A dinâmica do projeto se intensifica regionalmente, pela aproximação e interação dos Escritórios e Representações Regionais com as entidades de ensino de cada Estado”, afirma.

Outra via de transferência de conhecimento se dá pela realização de mini cursos e palestras sobre sistemas construtivos à base de cimento, nas Semanas Tecnológicas Estudantis de Engenharia e Arquitetura, que acontecem anualmente nas universidades, em atenção aos convites recebidos pela ABCP.