BRT de Campinas avança com apoio técnico da ABCP

22/05/2018
Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

A atual Prefeitura de Campinas, cidade a 97 km de São Paulo, está dando um grande passo para otimizar o seu sistema de transporte público municipal. Desde 2017, encontra-se em execução as obras dos Corredores de Transporte BRT Campinas, iniciativa conduzida pela SETRANSP (Secretaria Municipal de Transportes) por meio da EMDEC (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas S/A). Com capacidade para transportar entre 12 mil e 25 mil passageiros/hora, o BRT (Bus Rapid Transit) é um modal intermediário entre o ônibus comum e o metrô e vem sendo uma opção bastante atraente para cidades de médio e grande portes.

Em 2015, nada menos que 47 cidades brasileiras possuíam projetos de implantação de corredores exclusivos de ônibus para fins de mobilidade urbana. O BRT de Campinas foi anunciado também nesse ano. Em todos os projetos que utilizam sistemas à base de cimento, neste caso a pavimentação em concreto, a ABCP tem participado ativamente com um trabalho que envolve orientação, treinamento/capacitação, suporte técnico em projeto, tecnologia do concreto e execução, além de acompanhamento de obra.

 

Experiências positivas

O engenheiro Ricardo Moschetti, gerente regional da ABCP em São Paulo, lembra que todos os projetos de corredor urbano e BRT, por sua característica, necessitam de apoio e cuidados técnicos. Mas essa conduta ganha mais relevância de acordo com o local do projeto. “Campinas, como um dos principais centros urbanos do país, exige que o BRT tenha as melhores qualidades de acabamento. Por isso é importante a interação entre as equipes envolvidas no projeto, para que possamos aplicar as melhores práticas”, diz. Segundo ele, o cenário do pavimento de concreto para mobilidade urbana vem crescendo no país, principalmente pelas experiências de sucesso geradas por essa tecnologia. Além de Campinas, existem no Estado de São Paulo algumas cidades com potencial, como Sorocaba e São José dos Campos, entre outras, que planejam implantar a solução.

O engenheiro Marcos Dutra, responsável pela área de Pavimento de Concreto da ABCP, entende que “a competitividade do pavimento de concreto está aumentando muito, o que explica o grande número de projetos de BRTs e corredores de ônibus no país. Particularmente no Estado de São Paulo, Sorocaba e diversas outras cidades vêm estudando essa alternativa”. Na capital, acrescenta Dutra, “a SPTrans tem um plano que prevê a construção de aproximadamente 500 km de corredores, projeto a ser realizado em diversas fases, conforme a liberação de recursos”.

 

Características do projeto

Viabilizado com recursos do PAC Mobilidade, o BRT de Campinas terá 36,6 km de extensão e conta com suporte técnico da ABCP para o projeto e a execução do pavimento de concreto empregado na obra. O complexo é formado por dois corredores que ligam o centro da cidade aos distritos de Campo Grande e Ouro Verde, que juntos concentram 40% da população de Campinas, e por um terceiro corredor (Perimetral), que interliga os dois primeiros. O projeto emprega pavimento de concreto simples com barra de transferência e armadura distribuída descontínua onde necessária, conforme definição de projeto, além de sub-base de BGTC (brita graduada tratada com cimento) e BGS (brita graduada simples).

Dividida em 4 lotes, a obra compreende ainda 29 paradas, 9 estações de transferência, 5 terminais de ônibus e 16 novas pontes e viadutos. O empreendimento deve ser entregue em abril de 2020 (total de 36 meses) e terá mais de 300 mil metros quadrados de concreto apenas na pavimentação. Quando concluído, o sistema terá capacidade para atender a 38% dos atuais 652 mil passageiros/dia que utilizam o transporte de massa em Campinas.

 

Papel da ABCP

A ABCP realizou em 2017 diversas reuniões técnicas e debates junto com a EMDEC, que executa as atividades técnicas da SETRANSP, e com todas as empresas envolvidas na construção dos quatro lotes do BRT de Campinas. O suporte técnico coube à área especializada em pavimento de concreto da Associação em conjunto com a Regional de São Paulo. “Fizemos inicialmente uma apresentação do pavimento de concreto e das vantagens técnicas e ambientais da solução. Depois, houve uma apresentação técnica, sobre diretrizes de projeto e execução de pavimento de concreto, um treinamento que apresenta características do pavimento, cuidados e fundamentos do sistema. Concluída essa etapa, realizamos visitas técnicas à obra”, explica Marcos Dutra. “Trata-se de uma iniciativa totalmente institucional da ABCP, onde damos as diretivas e recomendações técnicas necessárias”, completa.

A mais recente visita técnica da ABCP ocorreu na última quinta-feira (17/05/2018), quando uma equipe da Associação percorreu o Lote 1 do complexo (Trecho 1 do Corredor Campo Grande e Corredor Perimetral), sob responsabilidade do Consórcio Corredor BRT Campinas, formado pela Arvek, D. P. Barros, Trail, Enpavi e Pentágono. As obras do Lote 1 tiveram início em junho de 2017 e devem consumir 18 meses de trabalhos. “A ABCP fez reuniões técnicas com toda a equipe da obra, expondo os cuidados com o projeto e com a execução do pavimento de concreto. A nossa intenção é transmitir conhecimento sobre a tecnologia para garantir a qualidade do produto final”, explica o engenheiro Fernão Nonemacher Dias Paes Leme, da ABCP São Paulo.

….

  • Aula ministrada por Marcos Dutra em 2017 na EMDEC, em Campinas/SP, com foco na obra do BRT de Campinas.
  • Aula ministrada por Marcos Dutra em 2017 na EMDEC, em Campinas/SP, com foco na obra do BRT de Campinas.
  • Visita técnica da ABCP, realizada em 17 de maio de 2018, ao Lote 1 do BRT de Campinas
  • Visita técnica da ABCP, realizada em 17 de maio de 2018, ao Lote 1 do BRT de Campinas
  • Visita técnica da ABCP, realizada em 17 de maio de 2018, ao Lote 1 do BRT de Campinas
  • Visita técnica da ABCP, realizada em 17 de maio de 2018, ao Lote 1 do BRT de Campinas
  • Visita técnica da ABCP, realizada em 17 de maio de 2018, ao Lote 1 do BRT de Campinas
  • Visita técnica da ABCP, realizada em 17 de maio de 2018, ao Lote 1 do BRT de Campinas
  • Visita técnica da ABCP, realizada em 17 de maio de 2018, ao Lote 1 do BRT de Campinas